sábado, 20 de novembro de 2010

"Tenho que ter paciência para não me perder dentro de mim: vivo me perdendo de vista."




“Quem dera eu aprendesse a viver cada dia como se fosse o último. O último pra esquecer tolices. O último para ignorar o que, no fim das contas, não tem a menor importância. O último para rir até o coração dançar. O último para chorar toda dor que não transbordou e virou nódoa no tecido da vida. O último para deixar o coração aprontar todas as artes que quiser. O último para ser útil em toda circunstância que me for possível. O último para não deixar o tempo escoar inutilmente entre os dedos das horas.”


- Ana Jácomo




"A gente movimenta o amor
A gente que enfrenta o mal
Quando a gente fica em frente ao mar
A gente se sente melhor"



(a letra A - Nando Reis)







8 comentários:

  1. aaah Mayara toda vez que entro no seu blog eu sempre suspiro... é lindo a poesia e música... é tanta suavidade no ar...

    um grande beijo querida

    ResponderExcluir
  2. Concordo com a Aline... aqui é um encanto... realmente um sonho!

    beijos querida

    p.s. Essa música do Nando é especial pra minha vida
    !

    ResponderExcluir
  3. O último para darmos conta exatamente do que nos fascina.

    Lindo mesmo.

    Pura poesia.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Olá, Mayara...
    Navegando pela internet, achei este seu espaço...
    Olha, muito bom o seu blog, suas idéias, sensibilidade e seu bom gosto...
    Parabéns pelo trabalho! Estou te seguindo.
    Saudações,
    EDU (http://edurjedu.blogspot.com)

    ResponderExcluir
  5. Tem desafio pra vc lá no meu blog !!

    Beijos

    ResponderExcluir

Obrigada pelo recado. Volte sempre! x)